OnLine

Homem é preso suspeito de estuprar mulher na frente da filha de 6 anos no Ceará

Na tentativa de proteger a mãe, a criança foi agredida com um soco no rosto. Após o crime, o homem fez ameaças a mulher através de mensagens de celular

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública


Um homem, identificado como Witalo Cândido dos Santos Braga, de 20 anos, foi preso suspeito de estuprar uma mulher na frente da filha, de 6 anos, no município de Saboeiro, a 434 quilômetros de Fortaleza. Witalo foi capturado graças a um mandado de prisão temporária, que foi convertido em prisão preventiva, na última sexta-feira (20).
Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Witalo Cândido, conhecido por “Itinha”, teria cometido o crime ao retornar de um show no município. “Ele ofereceu um ingresso para a vítima ir a um show, que aconteceu no dia 16 de dezembro de 2016, em Saboeiro. Com a recusa da mulher, após o show, o suspeito foi até a casa dela, na madrugada do dia seguinte, arrombou a porta da casa e efetuou o crime”, explica a pasta.
No momento do crime, a mulher estava sozinha com a filha de 6 anos. Os dois entraram em luta corporal, que se estendeu até o lado de fora da residência. Para proteger a mãe, a menina tentou impedir as agressões, mas foi atingida por um soco no rosto. Foi então que o homem levou a mulher de volta para casa e cometeu o crime. 
O titular da Delegacia de Saboeiro, Gleydson Machado Calheiros, responsável pelas investigações, revelou que após o crime, Witalo começou a ameaçar a mulher enviando mensagens utilizando o aparelho celular da mãe dele.
O aparelho foi recolhido e constatado que o número do telefone que enviava as ameaças era o mesmo da mãe do suspeito. “Durante as investigações, constatamos também que a porta da casa da mulher havia sido de fato arrombada”, complementa o delegado, que aguarda o resultado do laudo pericial da mulher para anexar ao caso.
A partir da prisão temporária do suspeito e diante das novas provas colhidas pela equipe policial, o delegado Gleydson solicitou um mandado de prisão preventiva por tempo indeterminado. “A conversão da prisão em preventiva se sustenta a partir de novas provas e de depoimentos de testemunhas”, diz.
No cumprimento do mandado de prisão, conduzido pelo delegado Wesley Alves, de Iguatu, os policiais civis também realizaram buscas na casa do suspeito e encontraram um revólver.
Segundo o suspeito, a arma pertencia a seu pai. Ambos foram levados presos para a Delegacia Municipal de Saboeiro. O pai de Witalo foi autuado por porte ilegal de arma de fogo, mas pagou fiança e foi liberado em seguida. Já Witalo, foi conduzido para a Cadeia Pública do município, onde se encontra à disposição da Justiça, que além de estupro pode responder também pelo crime de lesão corporal.
Compartilhar Google Plus

Autor Caju Sat

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial