OnLine

ACS e ACE de Pacajus rejeitam proposta do prefeito e ameaçam entrar em greve

Agentes de saúde e combate às endemias de Pacajus não aceitam parcelamento de salários atrasados. 
 
Os agentes de saúde e de combate às endemias de Pacajus não acataram a proposta do prefeito de parcelar o pagamento do salário de dezembro dos servidores municipais em sete vezes. Nesta terça-feira, 31/01, uma comissão de trabalhadores junto ao diretor do Sindsaúde, Quintino Neto, esteve com o prefeito e com o promotor público da cidade para tentar assegurar que os recursos destinados ao pagamento dos ACS e ACE sejam imediatamente repassados aos profissionais. O diretor do Sindsaúde argumentou junto ao prefeito que não faz sentido parcelar os pagamentos já que os recursos são federais e já estão nos cofres do município desde o mês de dezembro. O prefeito ficou de avaliar junto à equipe da gestão e ao Ministério Público se é possível fazer os pagamentos dos ACS e Ace de imediato. Ele ficou de dar uma resposta á categoria até o dia 10 de fevereiro.
 
Ao todo, atuam em Pacajus 78 agentes de saúde, sendo 65 vinculados ao município. Agentes de combate às endemias são 40. Caso o pagamento do mês de dezembro não seja efetivado sem parcelamento, a categoria fará uma assembleia onde deve decidir se paralisa ou não as atividades.
 
O salário do mês de janeiro deve estar sendo pago ainda nesta quarta-feira, 01/02, juntamente com  a primeira parcela do salário de dezembro.
 
Com informações da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará
Compartilhar Google Plus

Autor ...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial