OnLine

Rap exalta chacina de membros de facção criminosa em mansão do Porto das Dunas

Pouco mais de 24h depois da matança, um rap divulgado via Whatsapp comemora as mortes de 6 homens da GDE.

A chacina que aconteceu no último sábado (2), no Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, e deixou seis mortos em uma mansão, ganhou um novo capítulo escabroso. Nesta segunda-feira (5), pouco mais de 24 horas depois do crime, passou a ser divulgado via Whatsapp um rap que exalta o ataque surpresa e as mortes da facção rival.
Na letra, há todos os detalhes do ocorrido. “Escute agora, com muita atenção / Eu vou mandar o rap da chacina na mansão / Um monte de vagabundo se juntaram pra curtir / festejando na mansão a soltura do Davi”, diz o início da canção.
O citado é Davi Saraiva Benigno, de 23 anos. Em 2015, ele havia sido preso em uma operação da Polícia Civil, suspeito de liderar uma quadrilha de tráfico de drogas sintéticas.
Em outro trecho da música, o cantor cita que fuzilaram Nilo e “os GDE”. Essa é a facção Guardiões do Estado, uma das que mais crescem no Ceará, ameaçando o poderio do Comando Vermelho e do Primeiro Comando da Capital, que possuem ramificações no Estado.
A música ainda provoca a ligação feita por um dos participantes da festa, que em meio ao desespero telefonou para amigos pedindo para chamar a polícia, “pelo amor de Deus”. “Ei vagabundo, preste muita atenção. / Na hora do aperreio / Não chame a polícia não”.
A divulgação de músicas e clipes alusivas a crimes não é novidade. No último dia 25 de maio, o Tribuna do Ceará revelou que, em sites como Youtube ou Facebook, é fácil achar músicas que exaltam facções criminosas com atuação no Ceará.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social comentou sobre os casos. “A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) já tem conhecimento das músicas e de suas mensagens de apologia ao crime, e está realizando levantamentos acerca dos fatos para tomar as medidas cabíveis”, afirma.

O caso
Uma festa em mansão da praia do Porto das Dunas terminou em banho de sangue, na noite deste sábado (3). Cerca de dez homens encapuzados derrubaram o portão da casa com dois veículos e executaram seis pessoas com tiros de pistola, deixando pelo menos três feridos.
A casa, localizada na Rua Búzios, havia sido alugada por três dias. Segundo a Divisão de Homicídios da Polícia Civil, a festa marcava a comemoração pela libertação de um integrante de facção criminosa. A Polícia Civil investiga a autoria do crime. Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas.
Veja a letra:
Escute agora
Com muita atenção
Eu vou mandar o rap
Da chacina na mansão
Um monte de vagabundo se juntaram pra curtir, festejando na mansão
a soltura do Davi
Quando de repente derrubaram o portão
Fuzilaram o Davi
Fuzilaram o gordão
Fuzilaram o Nilo
Fuzilaram os GDE
Não gostavam da polícia
Mas chamaram os gambé
Ficou foi comprovado
Nessa noite de tortura
Que até os vagabundos
Chamaram as viaturas
Ei vagabundo preste muita atenção
Na hora do aperreio
Não chame a polícia não
Chame direitos humanos
Que só defendem ladrão
Ao invés de defender
o honesto cidadão
Compartilhar Google Plus

Autor ...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial