OnLine

Eclipse encobre hoje 40% do sol; fenômeno poderá ser visto da Capital







Quem estiver em Fortaleza, hoje, ao entardecer poderá ver 40% do Sol coberto pela Lua — especificamente, pela sombra projetada por ela na Terra. Mais raro que o eclipse lunar, o eclipse solar será visto em sua totalidade de uma ponta a outra dos Estados Unidos. No Brasil, o fenômeno só terá mais visibilidade em capitais como, além de Fortaleza: Macapá, no Amapá, Belém, no Pará, e São Luís, no Maranhão.
Por O Povo online
“A gente não tem como ver isso acontecer a olho nu. Se tentar, o olho vai doer praticamente tanto quanto se o sol estivesse normal”, previne o primeiro-tenente João Romário Fernandes, professor de astronomia do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB) da Capital. “Olhar direto para o sol é perigoso. Tem de ter filtro bem escuro”, recomenda o físico José Evangelista Moreira, da Seara da Ciência da Universidade Federal do Ceará (UFC). Como exemplo do que pode servir, o físico, colunista do O POVO, cita óculos de soldador e chapa de raios-X.
João Romário concorda que os itens citados por Evangelista sejam eficientes, mas lembra que, apesar de eles conseguirem bloquear a luz visível, não são capazes de, na mesma intensidade, reprimir radiações infravermelho e ultravioleta. “A retina fica totalmente exposta”, explica o professor.
Observação pública
Por causa disso, na observação pública do eclipse solar oferecida gratuitamente hoje no estacionamento do CMCB, serão fornecidas 40 placas mais escuras até do que os óculos de soldador. “A classificação dada (às placas) é ‘tonalidade 14’. Mesmo assim, se vê muito bem o sol como a bola que ele é, com aquele marco faltando, que é o pedaço da lua”, detalha o primeiro-tenente. “Vamos ver o ápice (previsto para as 17h13min)”, garantiu.

O fenômeno poderá ser visto principalmente em áreas abertas da Cidade, sem presença de obstáculos como prédios, por exemplo. “Vai ser parcial, não vai cobrir o Sol completamente. Meio sem graça pra gente. O pessoal dos EUA é que tá animado”, comenta Evangelista.
Eclipse solar
Eclipse solar total ocorre quando a Lua se posiciona entre a Terra e o Sol e projeta na estrela sombra que a oculta. Esse processo dura, no máximo, dois minutos, e só consegue vê-lo completamente quem está posicionado exatamente no ângulo do alinhamento — que, neste caso, corta os EUA ao meio. No próximo eclipse solar, previsto para 2023, a visibilidade no Brasil será de cerca de 80%, segundo João Romário. (Luana Severo)

Compartilhar Google Plus

Autor Caju Sat

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial